TRANCHES DE VIE D'UNE LUPIQUE

TRANCHES DE VIE D'UNE LUPIQUE

Arabescos em folhas brancas

*

Arabescos em folhas brancas


Em folhas brancas
Eu traço arabescos
São palavras contidas
No meio de sofrimentos!

São linhas sórdidas
Que não têm jeito
São pedaços de vida
De um ser em tormento!
 
É sangue traçado
É água escorrida
É preto ofuscado
É angústia escondida!

São murmúrios de vento
Tempestade derramada
É a luz do relâmpago
Derretendo a geada!

É o mar que ondula
O barco afundando
É o sol que brilha
São sereias cantando!

É tinta desenhando
As cores da loucura
São sonhos pesando
Nas almas em tortura!

São arabescos
Em páginas traçados...



*
Bia - jan 07


18/01/2007
0 Poster un commentaire

A découvrir aussi


Inscrivez-vous au blog

Soyez prévenu par email des prochaines mises à jour

Rejoignez les 27 autres membres